quarta-feira, 11 de março de 2009

Caça às Bruxas na PERCA

Mais uma preciosidade gerada pela XP...

"Caça as bruxas

Num sábado à noite sabe bem encontrar amigos e lançar conversa fiada para entreter a noite em teorias e conspirações sobre tudo e todos. Contudo, torna-se suspeito quando há amigos a fazer conversas sobre interesses hmmm físicos de amigos de uma forma aberta e peremptória para com a pessoa independente de estar ou não comprometida dá vontade de perguntar…,
“mas estou em saldos e ninguém me avisou”!?!?!?,
…mas no entanto armam a confusão chamando mais amigos e comprometendo-os para o resto de uma noite que não sabem ao que vão.
Após a confusão estar gerada e de se ter formado meio a brincar meio a sério um grupo para o resto da noite lá se parte para ir ter com alguns amigos.
Nesse novo local, um bar acolhedor que por sinal tinha música ao vivo …conversa-se e acaba-se por estreitar laços com quem menos se espera e ate se divertir mas, no momento que chega a 3ª parte do grupo “ as doidivanas” que entram numa de “há e tal somos muita boas e viemos para arrasar!” acaba por dividir toda a gente perdendo-se a noção de grupo.
Mas como não há duas sem três, e como era pelas, doidivanas que lá estávamos lá fomos (apenas uma parte do grupo coisa que discordo já que a barraca seria maior se tivesse ido o grupo por inteiro mas enfim). Lá fomos levados para um local que se dizia para abanar o capacete. Esse local sim merece ser descrito, na porta claro o porteiro, que olhou para nos de uma forma estranha mais tarde percebi que devia ser por sermos velhas (bem velhas em relação à faixa etária que lá estava), quando entramos a parte que se via pensei…
“isto é um bar!!! Onde se dança em cima das mesas??!!?!?”
…mas quando vi uma espécie de porta a dar seguimento ao bar percebi que afinal era uma “disco”…mas tenho que dizer era o medo total... entra-se e o que se pensa é
“onde está o tecto”
…e olha-se bem para cima e lá se vê o tecto, depois do medo do tecto tenta-se perceber onde é a saída de emergência e o que se descobre…NÃO HÁ!!! E a pessoa pensa
…”Fixe!, não há saídas de emergência, muito bom, viver no perigo uaauuu se isto incendiar morremos todos esturricados é da forma que já não precisamos de praia para ficar com uma corzita”
Uma pessoa que vai com boas intenções tenta-se abstrair e observa o pessoal descontraído e continua a tentar-se abstrair e pimba mais outro medo, apercebo-me que aquilo era frequentado e como hei de dizer isto sem ferir susceptibilidade hmmm frequentado por miúdos a palavra é mesmo miúdos que pareciam terem sido desmamados e em vez de terem um copo de leite na mão tinham um copo com álcool, e eu pensei, bem não vamos ser picuinhas e vamos lá ouvir a musica do Dj (que por sinal se encontrava na mesma faixa etária dos restantes). E a música outro medo músicas antigas assassinadas com remix’s do medo e com paragens da música … enfim a música não era lá grande coisa e a ilegalidade da corrente eléctrica devia ser muita para estas paragens … mas pronto eu lá pensei
…“lá estou eu com o meu mau feitio bora lá dar uma hipótese!”, bem desde ver tentativas de “moches”, gajos a dançarem com gajos de uma forma sinistra que insinuava que a noite deles não iria terminar ali, gajas a roçarem-se em gajos também a insinuar que a noite não terminava ali, também observei doidivanas a tentar tirar roupa a gente aparentemente decente e a instigar rapazes a usarem a boca para abrir os botões da camisa, enfim de tudo se pode observar naquele local inóspito.
Mas a cereja no topo do bolo foi quando eu perguntei onde era a casa de banho ai sim medo!!! Muito MEDOOO!.. uma casa de banho mista eu só pensei
“Qué isto já é mau partilhar uma casa de banho com mulheres quanto mais juntar homens recuso-me, não vou, prefiro cair para o lado!!!” mais tarde soube que para alem de não ter fechadura a primeira coisa que se via quando se entrava eram os urinóis sim não tinha qualquer tipo de divisão e que as supostas mulheres entravam ali a dentro e perguntavam a quem ocupava o urinol no momento “está tudo bem mano?...pode-se entrar?... é seguro?”

Contudo, consegui chegar viva a casa.

Mas fica aqui uma desconfiança…é impressão minha ou há sempre uma tentativa de gente “solteira” tentar acabar com namoros das “amigas” e há sempre casamenteiras que acham que o que é mesmo bom é dar cabo do namoro existente e arranjar um novo em que possam sempre interferir para se sentirem ocupadas e muito necessárias quando na verdade são umas autênticas “candelabros”. "

4 comentários:

fs1 disse...

meiga xp..não faço ideia de onde ficará semelhante bar mas a ausência de wc decente faz dele um local de todo o interesse.
devias lá voltar munida de uma máquina fotográfica by equipa PERCA

fs2 disse...

Não podia estar mais de acordo. WC misto inviabiliza cagação de noite!

XP disse...

Só de pensar no WC fico nervosa lolololol bem que podia estar uma pessoa aflitinha que mais valia ter uma caimbra muscular do que lá entrar.
E uma foto teria de ter o WC o rapaz e a rapariga ambos com cara de que se levassem um sopro cairiam para o lado....
Pode inviabilizar muita coisa mas por outro lado viabiliza outras ate já estou a imaginar um casal a dançar e a dizerem aos amigos que estavam com vontade de ir à casa de banho ... é simplesmente o medoooo....

fs2 disse...

Parece-me ser uma política de todo o interesse. Digo mais, parece-me ser um exemplo vivo de facilitação social, LOL ;)

 

a perca © 2008. Chaotic Soul :: Converted by Randomness