terça-feira, 20 de janeiro de 2009

As Escolhas da PERCA - Gary Jules

Penso que eu e a FS1 sejamos fãs quer da música, quer do filme...

3 comentários:

fs1 disse...

sim, sou fã do filme E da música.
há arte que fica para sempre.
obrigada fs :)

xk disse...

por mais que se reveja o filme, ha sempre algo que podemos ver novo.
tanto que nao se entende o conceito do filme ao ver-se apenas uma vez... vai-se ententendo.
a medida que se vai vendo acompanhando a propria evolução da nossa percepção.
é intemporal, pois toca em pontos que sao contorversos e pontos chave no culminar da ciencia e entra no reino do imaginário, desde buracos negros (com base na 'nova' ciencia e matemática de stephen hawking, a viagens no tempo, viver o momento---

(fala tambem da luta com o espelho, com o homem da mascara. com os comprimidos ou loucura, a luta interna.)

---pressentir ou prever o futuro,

fala sobre o destino...

se/como podemos mudá-lo ao momento.
é metáfora filosofica, um portal para novos horizontes em multiplos sentidos.
um classico

fs2 disse...

Gosto do Frank... :)

 

a perca © 2008. Chaotic Soul :: Converted by Randomness