segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Pessoa.........

E à semelhança das minhas FS's, também sou uma seguidora do Pessoa, porque ninguém neste mundo consegue expressar melhor os meus pensamentos do que o próprio...


"Tenho o dever de me fechar em casa no meu espírito e trabalhar quanto possa e em tudo quanto possa, para o progresso da civilização e o alargamento da consciência da humanidade" (FP).


Para quem se precisa de re-encontrar, aconselho vivamente o incabado Livro do Desassossego...


Deixo-vos dois mimos... O primeiro porque a consciência da humanidade devia estremecer e levantar-se e fazer ouvir-se... O segundo porque a minha consciência me fez ouvir-me e dar de mim...


Durmo ou não? Passam juntas em minha alma


Durmo ou não? Passam juntas em minha alma
Coisas da alma e da vida em confusão,
Nesta mistura atribulada e calma
Em que não sei se durmo ou não.

Sou dois seres e duas consciências
Como dois homens indo braço-dado.
Sonolento revolvo omnisciências,
Turbulentamente estagnado.

Mas, lento, vago, emerjo de meu dois.
Disperto. Enfim: sou um, na realidade.
Espreguiço-me. Estou bem... Porquê depois,
De quê, esta vaga saudade?
Fernando Pessoa


Segue o teu destino



Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.

Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.

Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.

Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.
Ricardo Reis

2 comentários:

fs2 disse...

Embora os poemas do Pessoa Ortónimo sejam os meus favoritos, devo dizer que o Ricardo Reis é brilhante... Indubitavelmente o meu heterónimo preferido :) Será por ter uma faceta moralista e pedagoga latente? ;)

exBF? disse...

compreendo

 

a perca © 2008. Chaotic Soul :: Converted by Randomness